topo
Atibaia/SP
RSS  Twitter  Facebook 

Grupo JC
Acesse também:
Colunas deste autor:


Leia também:
Você está aqui: Home › Colunas › Danilo Manha
Aumentar fonte Diminuir fonte Imprimir
0
CompartilharTwitter Facebook Orkut
01/11/2017

RESPEITO AOS IDOSOS

 

Esta semana, nossa sempre protetora de animais, Dona Elza, me ligou dizendo exatamente que o que mais o idoso precisa é respeito. Ela me relatou que mesmo com sua idade, está esperando há meses uma consulta no AME de Atibaia. Uma vergonha e uma falta de respeito enorme com nossos idosos.

Supermercado cheio, final de tarde. No caixa preferencial, uma jovem com o carrinho cheio de compras começa a colocar seus produtos na esteira. Logo chega uma idosa, com uma cestinha na mão e fica pacientemente esperando. Um senhor se aproxima e diz para a atendente do mercado que ela devia avisar que ali o atendimento é só para quem tem preferência, ou seja, idosos, gestantes e pessoas com bebê de colo. Ela responde que tem uma placa avisando, mas que se as pessoas não respeitam, ela não pode fazer nada. Enquanto eles conversam, a moça segue colocando suas compras na esteira, sem pressa alguma, fazendo de conta que não tem nada a ver com o assunto, na maior cara de pau. Não sei como não ficou constrangida.

Outro dia uma idosa me relatou que foi no ônibus, uma cena parecida. Os assentos preferenciais estavam todos ocupados, por pessoas que tinham mesmo o direito de estar ali. Então, um senhor com bem mais do que 60 anos decidiu passar a roleta e sentar mais atrás, para não viajar em pé. Só que também não havia lugar disponível. Ninguém se levantou para ceder o assento _ se não por obrigação, pelo menos por educação. Acho, realmente, que o problema é este: para muita gente o que falta é educação, aquela que deveríamos todos receber desde criança, em casa, dos nossos pais.

É fácil constatar também a falta de paciência com os idosos. Na faixa de segurança, o motorista do táxi que eu estava começou a resmungar porque um velhinho estava atravessando a pista bem devagar, apoiado na bengala. Pode isso? Os motoristas de ônibus (muitos, não todos) mal esperam os idosos subirem no coletivo e arrancam, antes mesmo deles se acomodarem nos assentos. Já vi uma senhora se machucar por causa disso.

Canso de ouvir também as pessoas reclamando do quanto os idosos são folgados, de que por causa deles o atendimento nos bancos, por exemplo, demora horas.  Está tudo errado. O problema não está em atender primeiro os clientes preferenciais _ eles têm todo o direito de estar ali, a hora que bem entenderem. O fato é que os bancos têm cada vez menos funcionários para atender a população (embora continuem tendo um lucro enorme). Na agência onde eu tenho conta, por exemplo, apenas um caixa (antigamente eram três) atende todas as pessoas, sejam elas idosas ou não. Isso sim, causa fila e complica a vida de todos. A impressão que eu tenho é que as pessoas esquecem que um dia serão idosas também (se tiverem a sorte de viverem tanto). Aí certamente vão querer usufruir de seus direitos.  

Danilo Manha

Danilo Manha é jornalista, radialista, pós-graduado em comunicação empresarial e gestão pública, mestre em comunicação e repórter da TV Record.


Publicidade
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Seja o primeiro a comentar!
Rodapé