topo
Atibaia/SP
RSS  Twitter  Facebook 

Grupo JC
Acesse tambm:
Você está aqui: HomeNotícias › Notícia completa
Aumentar fonte Diminuir fonte Imprimir
0
CompartilharTwitter Facebook Orkut
21/10/2013 s 21:04

Dia Nacional da Alimentao na Escola destaca a importncia do tema

No dia 21 de outubro comemora-se o Dia Nacional da Alimentação na Escola. A data foi criada para dar mais destaque ao tema, que deve estar no centro das conversas familiares, e também na escola. Muitos colégios buscam adequar suas cantinas para oferecer aos alunos opções saudáveis para o lanhe do intervalo e refeições feitas na escola, já que as estatísticas mundiais revelam dados que merecem atenção.

 

As consequências de uma dieta inadequada são comuns já na infância, como o surgimento de diabetes e colesterol em crianças e, no futuro, complicações cardíacas e alguns tipos de câncer também podem surgir. Os dados da Iniciativa de Vigilância da Obesidade Infantil da OMS (Organização Mundial da Saúde), órgão da ONU (Organização das Nações Unidas), mostram índices alarmantes: em média, um terço das crianças de 6 a 9 anos está obeso ou acima do peso. Essa estatística já indica que a obesidade infantil é uma epidemia em curso, não somente nos países ricos, mas em nações com baixas e médias rendas, segundo estudos da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico).

 

Em junho de 2013, a sede regional europeia da OMS divulgou relatório, através da agência internacional de notícias Reuters, no qual afirma que a propaganda televisiva de alimentos nocivos a crianças se mostrou “desastro-samente eficaz” em estimular a obesidade. “As crianças estão cercadas de anúncios estimulando-as a consumirem alimentos ricos em gordura, ricos em açúcar e ricos em sal, mesmo quando estão em locais onde deveriam ser protegidas, como escolas e instalações esportivas” declarou Zsuzsanna Jakab, diretora regional da OMS na Europa. A organização também afirmou que o uso das redes sociais também tem sido um fator que promove o consumo inadequado de alimentos ricos em gorduras, sal e açúcar.

 

Assim, tem sido observado que a busca por uma alimentação saudável e balanceada é cada vez mais discutidas por especialistas, no mundo inteiro. A vida moderna trouxe consequências negativas para os hábitos alimentares, com vários exemplos ilustrando esse problema na mídia em geral. Dessa forma, os cuidados para garantir uma boa alimentação devem ser iniciados na infância, o que leva muitas escolas a incluir o tema nas discussões com as crianças, desde cedo. É preciso envolver a família nessa conscientização, para que os resultados sejam alcançados mais facilmente.

 

 

Escolas particulares

O conceito das cantinas nas escolas particulares mudou. As opções diversificadas de guloseimas não existe mais. Não há refrigerante, nem salgadinhos de pacote. Oferecer o que é saudável é uma forma de incentivar o consumo de alimentos saudáveis.

 

Em Atibaia, a escola Externato São José possui uma cantina tecnicamente supervisionada, sob a orientação da nutricionista Renata Fernandes da Cunha, para garantir qualidade nutricional e higiênica sanitária. “Oferecemos um cardápio com uma escolha de alimentos adequados de baixo teor de gordura, sal, açúcar e com a utilização de especiarias, ervas e condimentos para garantir uma alimentação balanceada e saborosa” afirma a nutricionista. “A cantina disponibiliza sucos de polpas e outros variados, salgados assados, lanches naturais, doces caseiros, e refeições saudáveis para que este público possa se alimentar com segurança” continua a profissional.

 

A escola também promove palestras para mostrar que é possível ter uma alimentação adequada e saborosa, e elaborar pratos com ingredientes saudáveis e ricos em nutrientes. “Com a educação nutricional forma-se a consciência crítica do educando, que resulta na aquisição da sua independência alimentar responsável, para a manutenção da saúde e da qualidade de vida, além da preparação para uma vida adulta saudável” explica a nutricionista. O cultivo de uma horta escolar também aproxima as crianças do tema. Na sala de aula, atividades pedagógicas informam sobre como seguir a pirâmide alimentar no preparo das refeições, que também é muito importante para o envolvimento e a participação das crianças na elaboração da dieta.

 

 

Escolas Municipais

Reconhecendo a importância de uma alimentação saudável e equilibrada aos alunos da rede municipal de ensino, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Educação, deu início, em abril deste ano, ao projeto piloto “Refeição certa na hora certa”, na EMEF José Aparecido Ferreira Franco, com o objetivo de oferecer aos alunos refeições balanceadas, de acordo com cada período. “Além das  frutas, verduras e legumes oferecidas às escolas do município, por meio do projeto "Agricultura Familiar", o intuito é fornecer uma merenda ainda mais nutritiva e saborosa, e melhorar, ainda mais, os hábitos alimentares de nossos alunos no período em que estão na escola”, explicou o prefeito Saulo Pedroso.

 

Atualmente a Prefeitura fornece diariamente cerca de 30 mil refeições diárias aos alunos, desde a creche até as escolas de Ensino Médio. Para enriquecer ainda mais o valor nutricional da merenda servida, neste ano a novidade foi a inclusão de peixe salmão no cardápio, que foi muito bem aceita pelos alunos. “O acesso à alimentação escolar de boa qualidade é um direito constitucional e uma das prioridades da Secretaria de Educação de Atibaia. Os alimentos oferecidos nas escolas compõem cardápios balanceados e superam a média de necessidades nutricionais recomen-dada pelo Fundo Nacional de Desen-volvimento da Educação (FNDE)”,  destacou a secretária de Educação Márcia Bernardes.

 

 

Meu lanchinho

Acompanhe boas dicas no site: meulanchinhosaudavel.com.br

Confira sugestões de cardápio de lanches escolares ao lado,  afinal um bom lanche entre as refeições, principalmente no intervalo entre as aulas,  garante uma ingestão adequada de nutrientes para manter a disposição durante a aula e a concentração nos estudos, além de garantir um bom funcionamento do metabolismo, digestão e absorção de nutrientes. Não se esqueça de incluir uma garrafa de água para a criança consumir durante a aula!

 

 

Andréa Nilsson

JC Atibaia
Seja o primeiro a comentar!
Veja mais sobre Educao [+ notcias]
Publicidade
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Rodapé