topo
Atibaia/SP
RSS  Twitter  Facebook 

Grupo JC
Acesse tambm:
Você está aqui: HomeNotícias › Notícia completa
Aumentar fonte Diminuir fonte Imprimir
0
CompartilharTwitter Facebook Orkut
05/07/2018 s 19:58

Sucateamento do transporte pblico pautou sesso de Cmara

 

 

A última sessão da Câmara foi pautada pelo sucateamento do transporte público de Atibaia e as precárias condições com que a empresa SOU Atibaia vem operando, colocando em risco os usuários do serviço. Os vereadores criticaram a omissão do poder público em relação ao assunto.

Em sessão, Júlio Mendes critica a falta de qualidade do transporte público em Atibaia

“Além da frota não atender a demanda da população, os ônibus que circulam diariamente encontram-se em péssimas condições”, declarou o vereador

Na sessão desta terça-feira, 26 de junho, o vereador Júlio César Mendes falou em Tema Livre sobre a situação precária do transporte público oferecido pela empresa SOU Atibaia no município.

“Há mais de um ano, venho tratando deste sério problema que vem afetando toda a população atibaiense, que constantemente tem reclamado da péssima situação do nosso transporte urbano, a cada dia pior: ônibus sem condições de circular, sucateados, com pneus carecas, problemas de freio, colocando diariamente em risco a vida de usuários e motoristas. É uma situação inaceitável e algo precisa ser feito urgentemente ”, criticou o vereador.

Júlio Mendes também atentou-se para a reduzida frota disponibilizada pela empresa responsável: “muitos alunos que utilizam transporte público para se descolarem de suas casas até às escolas perderam vários dias de aula pois, quando um ônibus quebra e necessita de manutenção, não é substituído por outro, e os estudantes ficam sem qualquer opção de condução. Isso sem contar com os trabalhadores que muitas vezes chegam atrasados em seu serviço em virtude dos ônibus não passarem nos horários devidos em seus pontos. Há tempos que venho ouvindo que a frota será renovada, mas até hoje isto não aconteceu”.

O edil também comentou acerca do cadastramento da população para a implantação do bilhete único: “ouvi muitos relatos de que a empresa SOU Atibaia não tem estrutura suficiente para atuar com o sistema de bilhete único. Inclusive, nesta terça-feira, no bairro do Portão, houve tumulto com a população e funcionários da empresa por conta do não funcionamento do bilhete”.

“Já conversei com o secretário de Planejamento e Mobilidade Urbana da Prefeitura que me garantiu que já notificou a empresa todos estes problemas, mas até agora não houve nenhuma melhora concreta. Portanto, nós esperamos que o Poder Executivo continue tomando as medidas necessárias para que a situação seja sanada e a população atibaiense obtenha um transporte público de qualidade”, concluiu o vereador.

Reginaldo da Costa comenta sobre a precariedade do transporte público urbano de Atibaia

“Há muitos ônibus com lanternas quebradas, portas que não funcionam e pneus carecas”, apontou o vereador

O vereador Reginaldo da Costa Ramos falou em Tema Livre na última sessão da Câmara, 26 de junho, sobre a implantação do bilhete único no transporte público de Atibaia realizado pela empresa SOU Atibaia.

“Estive na manhã desta terça-feira na empresa SOU Atibaia e fiquei sabendo que a população não foi informada sobre a implantação do novo sistema de bilhete único e das mudanças de linhas dos ônibus que ocorreram, deixando muitos usuários em diversos bairros sem transporte nos horários anteriormente estabelecidos”, explicou o vereador.

Reginaldo criticou também a qualidade dos ônibus oferecidos pela empresa. “Realmente, os ônibus estão sucateados. Na visita à SOU Atibaia, vi ônibus com lanterna quebrada, porta que não está fechando adequadamente e pneus carecas. Levarei junto com outros vereadores estes problemas à Administração Municipal para que sejam tomadas as devidas providências e atender esta demanda da população, que há tempos já vem reclamando do transporte público da nossa cidade”, concluiu o vereador.

Vereador Ubiratan critica os projetos da reforma administrativa e a prestação de serviço pelo transporte público

Ele sugeriu a criação de comissões de investigação para análise dos problemas

O vereador Ubiratan Fernandes de Oliveira abordou em Tema Livre, durante a sessão de terça-feira, 26 de junho, a reforma administrativa da Prefeitura. Em relação ao contrato, firmado entre o Executivo e empresa de consultoria, ele se perguntou sobre a competência técnica da equipe da administração municipal.

“Pensamos no valor desse contrato, R$ 915 mil, muito dinheiro, e também se a Prefeitura não dispõe da experiência necessária para a produção desses documentos da reforma. Como no caso do IPTU, isso me faz recordar a história do Código Da Vinci, livro e filme que envolvem jogos enigmáticos e criptologia. Ou seja, a impressão é de que foi feito por pessoas de alto QI (Quociente de Inteligência), que nos deixam realmente numa situação de inferioridade”, comentou o vereador.

“Agora, temos esses projetos da reforma administrativa – inconclusivos, caríssimos e que deixam a Prefeitura numa situação embaraçosa. Percebo que o próprio governo não sabe para que lado vai. E como vão ficar os funcionários da Prefeitura. Cabe uma comissão de investigação, a ser criada por esta Câmara”, sugeriu o dr. Ubiratan.

Transporte público de qualidade

Sobre o transporte público, o vereador Ubiratan comentou que o novo contrato deveria ser de qualidade. “Hoje, vemos pelos depoimentos de colegas vereadores, que o serviço não é de boa qualidade. Então, acredito que devemos montar também uma comissão de investigação para avaliar a licitação. Se a empresa não está cumprindo o contrato, tem de ocorrer o rompimento. Reuniões aqui e ali não resolverão o problema. Vamos esperar que a população proteste com o incêndio de ônibus? Teremos de pagar mais uma vez por isso?” - perguntou o dr. Ubiratan, em tom de desabafo.

Zé Machado comenta sobre falhas no sistema de bilhete único do transporte público municipal

“População tem reclamado do atraso constante e da falta de qualidade da frota dos ônibus da SOU Atibaia”

Na sessão a sessão ordinária da Câmara desta semana, 26 de junho, o vereador José Carlos Machado (Zé Machado) discorreu em Tema Livre sobre o problema que tem causado à população a implantação do bilhete único de transporte, oferecido pela SOU Atibaia, e a mudança dos itinerários dos ônibus.

“A linha de ônibus que fazia diretamente do bairro Ressaca até o bairro Esmeralda foi cortada e foram incluídos mais 4 ou 5 horários deste mesmo trajeto passando pelo Terminal do bairro do Tanque. O problema agora é que os usuários que perfazem este trajeto ficam muitas vezes até 1 hora e 20 minutos dentro dos ônibus, em virtude da quantidade de bairros por quais eles passam (Belvedere, Jd. Planalto, Jd. Santa Helena, Jd. Paraíso e Tanque), fazendo com que, se precisarem pegar outro ônibus, não consigam a passagem gratuita, tendo que gastar novamente com o trasnporte. Portanto, a mudança em vez de melhorar a vida da população, só piorou”, explicou o vereador.

Zé Machado criticou também a empresa por não ter informado de maneira devida as mudanças de horários dos ônibus. “Muitos munícipes ficam esperando 20, 30 minutos nos pontos até saberem que os ônibus não passarão nos horários de costume. Realmente aumentou a frota de transporte público na região do Tanque, porém o caos está maior. O Poder Executivo precisa cobrar providências da SOU Atibaia para que a situação normalize e para que a qualidade do transporte público de nossa cidade melhore urgentemente”, concluiu o vereador.

 

Cmara Municipal de Atibaia
Seja o primeiro a comentar!
Veja mais sobre Geral [+ notcias]
Publicidade
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Rodapé