topo
Atibaia/SP
RSS  Twitter  Facebook 

Grupo JC
Acesse também:
Você está aqui: HomeNotícias › Notícia completa
Aumentar fonte Diminuir fonte Imprimir
0
CompartilharTwitter Facebook Orkut
17/08/2018 às 08:39

Panorama Político

Confira os que acontece nos bastidores da política de Atibaia

FEIO I

Não existe coisa pior para um político do que dizer que é candidato e depois dizer que desistiu. Por mais que não seja, fica para o eleitor a imagem de que colocou o nome apenas para negociar e pegar alguns trocados. Em tempos de redes sociais uma movimentação dessa pega ainda pior quando o ex-candidato resolve trabalhar para outro por dinheiro.


FEIO II

A pior desculpa de quem se coloca como candidato para desistir posteriormente e dizer que o fez em virtude da falta de apoio e de recursos financeiros. Bom, quem entra em uma disputa já pensando em dinheiro é porque esqueceu o idealismo em casa. Tudo bem que que recursos fazem a campanha ir para a rua, mas ideias hoje caminham pelas redes. Mas para isso é preciso ter força para encarar os desafios.


CURRAL

Ainda prevalece aquela cultura de curral eleitoral, onde candidatos são chamados para desistirem de disputar as eleições por atrapalharem esse ou aquele. É quem disse que o eleitor de Atibaia tem dono? Só covarde para aceitar cabresto em nomes desse ou daquele. O eleitor é livre para votar de acordo com sua consciência e prevalece quem consegue ressoar sua mensagem. 


PREMONIÇÃO

Obviamente que se torna impossível se eleger deputado federal ou estadual apenas dependendo dos votos de Atibaia. Por isso entra em cena as articulações regionais onde existem mais 644 municípios para buscar votos. Sairá mais fortalecido em outubro, não aquele que for mais votado em Atibaia, mas sim aquele que conseguir demonstrar sua capacidade de articulação e ser votado no maior número de municípios do estado, com destaque para grande São Paulo que está ao nosso lado. Marquem que o próximo prefeito e vice sairão ungidos das urnas no dia 07 de outubro próximo, sejam eleitos ou não. 



DEBATE

Não deu outra. Apesar da rede Band de tv sair na frente [desde 1982 quando da volta das eleições diretas aos governos estaduais], não rolou nenhuma novidade [no sentido de ideais, ideias e lógicas centrais] entre os candidatos dos maiores partidos no ‘debate’ de quinta-feira. Alckmin (PSDB), Meirelles (MDB), Ciro (PDT), Marina (REDE), Alvaro (PODEMOS ex-PTN), Bolsonaro (PSL) e até a ausência do preso Lula (PT) – além de ‘candidatos’ só pra negociar no 2º turno – não deram muita esperança aos que vão votar em massa no ‘senhor ninguém’.


VAPOR

Estão a todo vapor as campanhas dos deputados que foram do PSDB pro PSB [o ex-presidente – 2 mandatos – Munhoz, o veterano relator de Orçamentos Engler e o ex-Casa Civil no governo Covas [considerado pai da lei dos municípios que agora também são de Interesse Turístico] o deputado Caramez.


C O N G R E S S O

Filho do candidato Bolsonaro (PSL) à Presidência (PSL), Eduardo – candidato à reeleição (PSL) por São Paulo – considera que o pai tem sim grandes chances de ir ao 2º turno, com chances ainda maiores [mesmo tempo de propaganda na tv] de ser eleito, uma vez que o eleitorado silencioso vai decidir. Eduardo se transformou no pesadelo de Celso Russomano e do PRB. Antes a aposta era de um milhão e meio de votos para Celso, mas levantamentos da Igreja Universal apontam que Eduardo Bolsonaro deverá abocanhar grande parte dos votos de protesto que eram de Russomano. Hoje a cúpula já trabalha com número de 500 mil votos.


J U S T I Ç A S

Ataques ao ministro [Supremo] Toffoli, eleito presidente que tomará posse em setembro [rodízio natural entre os 11 que agora tem a ‘expulsória’ aos 75 de idade] não vão intimidá-lo. Assim como o 1º preto [segundo o IBGE] não cedeu ao ‘mensalão’, o ex-advogado do PT não vai ceder ao ‘petrolão’.


P A R T I D O S   

Vão ou não rolar debates entre os vice de Alckmin (PSDB), Marina (REDE), Ciro (PDT),Álvaro (PODEMOS), Meirelles (MDB)Bolsonaro (PSL) e até quem for ‘entronizado’ pelo comandante do lulismo, que de uma ‘ideia’ vai acabar ungindo um ‘idealizado’ Haddad.


H I S T Ó R I A S

Debates pra valer e não os ‘meia-boca’ e ‘meia-cara’ como os de agora foram os das voltas das eleições diretas governadores 1982, prefeitos 1985 e Presidência 1989. Vale muito, principalmente pra muitos ditos ‘cientistas’ políticos e ‘mestres’ e ‘mestres’ em marketing, além de novas lideranças partidárias, ver e ouvir [Youtube] o que fizeram Montoro e Reynaldão [SP – 1982]; Jânio e FHC [Pauliceia – 1985]; Ulysses, Collor, Lula, Brizola, Covas, Maluf, Aureliano, Afif, Gabeira, Eneas e quase Silvio Santos, sendo que não havia 2º turno.


SUPLENTES

Bem diferentemente do que muito suplente que só se torna pra bancar a campanha de uma candidatura ao Senado, o vereador, presidente paulistano do PSDB e líder do prefeito Bruno, Jorge será  suplente do deputado federal Trípoli ao Senado. No mínimo, é a sua reeleição em 2020.


A S S E M B L E I A 

Vice-governador [Província de Okinawa], Moritake Tomikawa foi destaque da solenidade dos 110 anos da imigração nipônica no Brasil. Nos comentários [em japonês], elogiou muito a história de vida, de advogado, de empresário e agora de deputado nikkei Pedro ‘Kaká’ [PODEMOS].


G O V E R N O

Márcio França [dono paulista do PSB] segue dizendo que não só vai pro 2º turno, como vai ganhar a eleição em cima do ex-prefeito paulistano Doria (PSDB). Em tese, diz que vai pro 2º turno e que terá apoio do MDB do Skaf [dono da FIESP] e até do PT que sobreviver do Lulismo.


PSDB

Diferentemente de senadores que correm atrás de financiadores pra serem suplentes e bancarem suas possíveis eleições [como lá atrás fez Serra – PSDB – em relação ao hoje desaparecido Piva], muitos deputados federais se dão ao luxo de ter seguidores deputados estaduais e prefeitos.


BIENAL

Enquanto a Bienal do Livro [São Paulo] aumenta a base de leitores [inclusive em papel pra crianças e jovens], o grupo Abril [foi dos Civita] tem agora na “Veja” uma das poucas sobreviventes. Lá nos anos 1960, a revista “O Cruzeiro” – Diários Associados – rodava quase 1 milhão de exemplares.

Seja o primeiro a comentar!
Veja mais sobre Panorama Político [+ notícias]
Publicidade
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Rodapé