topo
Atibaia/SP
RSS  Twitter  Facebook 

Grupo JC
Acesse tambm:
Você está aqui: HomeNotícias › Notícia completa
Aumentar fonte Diminuir fonte Imprimir
0
CompartilharTwitter Facebook Orkut
07/11/2018 s 10:31

Aluno preso com armas aps ameaar colegas em universidade

O estudante foi preso por causa da munio e responder pelo crime de porte ilegal de munio.

 

 

Um aluno de 30 anos foi preso após entrar na universidade onde estuda, em Bragança Paulista, com canivete, uma arma usada para jogos de airsoft e um bastão.

O flagrante foi na manhã de terça-feira (30) depois que uma estudante do campus queixou à Guarda Civil que ela e colegas estavam sendo ameaçados pelo suspeito. A universidade abriu uma sindicância para apurar o caso. O aluno negou em depoimento à polícia as ameaças, mas não explicou porque portava os itens.

De acordo com a Guarda Civil, que conduziu o suspeito à delegacia, a ocorrência teve início quando uma das alunas saiu do campus da universidade e acionou guardas que faziam patrulhamento na região. A estudante contou que ela e alguns colegas estavam sendo ameaçados por um estudante do curso de administração.

Os guardas o abordaram quando ele deixou prédio. Na revista, os guardas encontraram no bolso do suspeito um canivete. Na bolsa ele ainda carregava uma pistola usada em jogo de airsoft e um bastão.

Em seguida, os guardas foram à casa do estudante onde foram encontradas mais armas utilizadas em jogos, arco e flecha e facas. Além disso, foram encontradas algemas, uma munição e um laser, de uso exclusivos do Exército. Todos os itens estavam expostos em prateleiras e estantes de vidro.

O estudante foi preso por causa da munição e responderá pelo crime de porte ilegal de munição - o crime é inafiançável e prevê de 3 a 6 anos de prisão, segundo a Polícia Civil.

Segundo a Delegacia de Investigação Sobre Entorpecentes (Dise), inicialmente ele não vai responder por ameaça porque nenhum aluno prestou queixa, com registro de boletim de ocorrência, contra ele.

Comportamento

Uma estudante, que preferiu não ser identificada, contou que ele tinha um comportamento considerado incomum na faculdade.

“Ele passava pelo corredor e ia cumprimentando todo mundo que nem conhecia com um abraço. A gente acha estranho o comportamento dele. Muitas pessoas contam que ele já fez ameaças e uma vez quase me derrubou da escada ao me trombar”, contou a aluna.

Nas redes sociais do homem, ele postou em abril uma foto de uma arma. Na apresentação do perfil, ele usa a citação ‘Faça-se a Justiça, nem que caia o céu’. 

Em depoimento, segundo a Polícia Civil, ele negou que tenha ameaçado os colegas, mas não explicou porque portava as armas. A suspeita da polícia é que ele tenha desavenças dentro da universidade.

Por meio de nota, a Universidade São Francisco (USF) informou que abriu uma sindicância e o acesso do aluno ao campus está proibido. 

"A USF adotou as medidas necessárias, inclusive externas, para garantir a integridade e segurança de todos os discentes, docentes, funcionários e demais pessoas que frequentem o câmpus. As aulas e outras atividades seguem normais", disse em trecho da nota.

Seja o primeiro a comentar!
Veja mais sobre Polcia [+ notcias]
Publicidade
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Rodapé